Educação sócio-funcional do Anchieta: “Me senti preparada para o Enem”

Compartilhe esse conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

92165ere

Adequada por meio das novas práticas de ensino da Base Nacional Comum Curricular (BNC) do Ministério da Educação, o Colégio Anchieta fundamentou o seu jeito de praticar a alfabetização sócio-funcional.

A BNC é uma ferramenta que auxilia os sistemas educacionais, escolas e os professores, que passam a ter um importante instrumento de gestão pedagógica.

O professor de Química, Cássio Alexandi, explica que o objetivo do BNC é fazer com que o educador prepare a aula com três divisões: parte conceitual, operacionalidade e aplicabilidade social, “a base nacional quer que escola dê resposta ao aluno daquela antiga pergunta: para que eu estudo isso? que é discutido no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)?”

Apesar de ter sido lançada este ano, a prática proposta pelo Ministério da Educação por meio da BNC é uma realidade antiga do Colégio Anchieta em Teixeira de Freitas.

O Colégio trabalha com elementos que levam o aluno para além do assunto na busca não apenas de resultado, mas também de conhecimentos, como, por exemplo, as mostras culturais desenvolvidas ao longo do ano letivo.

“A mostra cultura é um momento em que os alunos apresentam o resultado desenvolvido na sala de aula, são trabalhos interdisciplinares, às vezes, ou disciplinares, em outros momentos, que tentam materializar alguns conceitos discutidos em sala de aula, é sair apenas do conceito técnico e trazer o ensino para a realidade”, explica o professor de Língua Portuguesa, Ubirajara Martins.

Ainda segundo o professor os trabalhos estão diretamente ligados os conceitos do MEC, porque buscam entender o conhecimento do aluno por meio de habilidades e competências, “As mostras desenvolvem habilidades que o MEC prevê em sua base nacional”, ressalta.

A proposta destas novas práticas desenvolvidas ao longo do ano letivo faz com que os alunos do Anchieta sintam-se preparados diante da prova do ENEM, é o que garante a aluna, Dalila Pimentel, de 17 anos que cursa o 3º ano.

De acordo com o professor Cássio, os projetos que o colégio vai desencadeando ao longo do tempo contribuem para a formação de habilidades dos alunos, as mesmas exigidas no ENEM.

“Não é uma prova específica, o aluno tem que ter um conhecimento amplo de tudo, principalmente na redação. O tema da redação envolveu sociologia, filosofia, história, química, física, e o aluno que tem esse conhecimento holístico, tende a se sair muito bem, sistematizando essa informação que ele recebeu em todas as áreas no processo de descrição de um texto”, argumenta o professor Cássio.

Aluna Dalila diz que se sentiu preparada e aposta em uma nota alta no ENEM

Aluna Dalila diz que se sentiu preparada e aposta em uma nota alta no ENEM

Perguntada por que se sentiu preparada, Dalila não hesitou em dizer que foi instruída pelos melhores professores e destacou a prática de ensino aplicada na sala de aula, “eles (os professores) tentam passar para a gente que o assunto vai além da sala de aula, relacionando o conhecimento ao nosso cotidiano, e o ENEM é isso, o tema da redação, por exemplo, é algo que vemos todos os dias nos jornais”, diz.

Ainda segundo Dalila, o tema interdisciplinar da redação envolveu diversas matérias, a gramática, a sociologia e, até mesmo, química ao citar a adrenalina causada pelo álcool no corpo masculino e seu estímulo à violência, uma das causas da violência contra a mulher.

Ao se deparar com o tema da redação do ENEM, Dalila conta que ficou surpresa e eufórica, pois, pouco mais de um mês atrás, o Anchieta havia aplicado um simulado com o mesmo tema.

O simulado, com os mesmos números de questões e tempo estipulado para entrega da prova, é aplicado não apenas para alunos do 3º ano, como também os alunos do 1º e 2º ano participam do processo avaliativo.

A atividade segundo explica o professor Ubirajara, faz parte do conceito educacional com objetivo de preparar o aluno para o conhecimento exigido no ENEM, “o Sistema Objetivo está sempre atualizado as discussões sociais e foi uma felicidade muito grande ter antecipado o tema, porque tivemos tempo para discutir as produções do simulado e preparar os alunos. O Anchieta trabalha com a alfabetização sócio-funcional”, diz o professor, seguido pela aluna Dalila, “estamos em formação social e não mecânica”.

Fonte: https://www.sulbahianews.com.br/educacao-socio-funcional-do-anchieta-me-senti-preparada-para-o-enem/

Inscreva-se para receber nossos informativos

Receba atualizações sobre as melhores práticas na gestão bovina.

Mais informativos

5 dicas para produzir uma redação nota 1000

Não é novidade que a redação do Enem é fundamental para a sua nota final no Exame, certo? Afinal, ela compõe 20% da pontuação total, o que quer dizer que é muito importante que você se saia bem nessa etapa para conseguir o curso dos seus sonhos.Porém,

5 dicas para melhorar sua leitura

Confira cinco dicas que melhorarão sua leitura e compreensãoÉ fato que diversas vezes desistimos de fazer a leitura de um livro ou um texto,por não conseguirmos entender e extrair as ideias principais. Isso também ocorre em diversas situações nos vestibulares, já que também acabamos errando diversos exercícios