Assinar
Educação para Vencer. Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio com Pré-Vestibular e ENEM

Os perigos das fake news

Entenda os perigos das notícias falsas e como elas atuam na sociedade.

O fenômeno das fake news ganhou uma enorme proporção a partir de 2018 e se tornou um tema amplamente discutido. As mentiras e notícias falsas já existem como instrumento de manipulação há séculos, no entanto, é no século XXI que sua disseminação é intensificada a partir do uso de aparelhos digitais.

img-materia-r7-fake-1536x1024

Notícias falsas como instrumento político

Durante as eleições de 2018 tanto no Brasil, quanto nos EUA, diversos candidatos foram alvos de investigação por utilizarem notícias falsas para promoção de suas candidaturas. Através de redes sociais como Whatsapp e Facebook, diversas pessoas foram bombardeadas com informações absurdas e sem o menor compromisso com a verdade, e acabaram absorvendo isso para si, sem verificar outras fontes. De maneira análoga a esse quadro, podemos utilizar a Alegoria da Caverna de Platão como forma de explicitar esse fenômeno. As fake news são sombras distorcidas da realidade e, se não refletirmos de maneira crítica sobre as informações que recebemos, estamos fadados a ficarmos presos em um mundo de mentiras. Para isso, devemos sempre buscar a luz e a razão, e não cedermos a notícias sensacionalistas e apelativas. O senso crítico e a curiosidade de estar sempre pesquisando podem ser ótimos aliados!

Os influenciadores digitais e as fake news

As fake news não se caracterizam apenas por uma forma de manipular um pensamento político, mas também de influenciar comportamentos. Com a ascensão dos influenciadores digitais em plataformas como o Instagram, houve também a ascensão de informações distorcidas, irresponsáveis e mentirosas, o que muitas vezes pode ser muito nocivo para quem acompanha. Exemplos disso são influenciadores que divulgam dietas malucas, receitas caseiras prejudiciais a saúde, produtos falsificados e até mesmo a promoção de uma rotina e estilo de vida desconexos com a realidade humana.

Fonte: blog.enem.com.br